Horário de Atendimento: Segunda a Sexta - 11h às 19h
Telefones: RJ (21) 2256-1152 | SP (11) 4063-8638 | BH (31) 4062-7669 | DF (61) 4063-9763 | Celular (21) 99003-1171
Whatsapp Whatsapp (21) 99003-1208

Segurança na Lipo

Posso realizar minha lipoaspiração num consultório?

NÃO! A Lipoaspiração deve ser realizada em hospital ou clínica que preencha todos os requisitos de segurança da ANVISA. Para sua segurança, sugerimos que certifique se o local que você vai fazer seu procedimento, tem o OK da Vigilância Sanitária para procedimento Tipo III.

Posso realizar uma Hidrolipo (HLPA) no consultório?

NÃO! Hidrolipo, mini lipo, lipo light, lipo tumescente, etc, todas são Lipoaspiração, e devem seguir as normas de segurança da ANVISA.

Toda lipoaspiração (por menor que seja), deve ser realizada, para sua segurança, num ambiente classificado como Tipo III (Resolução 215 do CREMERJ).

Desta forma, o local (Tipo III) tem que ter:

  • Centro cirúrgico equipado;
  • Carro de emergência (com desfibrilador, e materiais para emergência);
  • Recuperação pós anestésica (mesmo para os casos de anestesia local);
  • Contrato com ambulância e hospital, para eventual necessidade de remoção;
  • Ar condicionado com filtragem do ar (para evitar contaminação);
  • Gerador (para o caso de faltar luz durante seu procedimento).
  • Precisa ter um anestesista presente?

    Sim. Toda lipoaspiração, deve ter, para sua segurança, um anestesista presente na sala de cirurgia. Mesmo para o caso de pequenas lipoaspirações com anestesia local.

    No caso de um choque anafilático (apesar de ser raro), o profissional mais qualificado para fazer o tratamento é o anestesista no local com recursos (Tipo III).

    Precisa ter um CTI no hospital/clínica?

    Não. A maioria dos hospitais tem CTI lotados. O fato de ter um CTI no hospital que você vai realizar seu procedimento, não quer dizer que há uma vaga reservada para você.

    Se houver algum imprevisto durante seu procedimento, você terá que ser tratado(a) de forma rápida e eficaz. Por esta razão, o centro cirúrgico deve ser bem equipado, ter carro de emergência e principalmente, ter um anestesista experiente que será o médico mais qualificado para realizar o tratamento.

    Uma vez estabilizado o paciente no centro cirúrgico, dependendo de como estiver, aí sim, se decidirá se pode ir para casa, se tem que ficar internado, ou deve ir para um CTI. Neste último caso, mesmo num hospital geral, poderá ser necessária a transferência para outro local por falta de vaga.

    Tem risco de eu pegar uma infecção hospitalar?

    A infecção hospitalar, com o próprio nome diz, ocorre em hospitais devido aos germes de pacientes graves que possam estar circulando no ambiente. Hospitais e clínicas que atendem tanto pacientes lipos (pacientes saudáveis que vão realizar cirurgias estéticas) quanto pacientes doentes (muitas vezes com germe multiresistentes) têm maior risco de pegar infecção hospitalar.

    O médico tem que ser cirurgião plástico? Tem que ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)?

    Não. Conforme resolução 1711 do Conselho Federal de Medicina (CFM), a lipoaspiração pode ser realizada por Cirurgião Plástico ou Cirurgião Geral com treinamento específico. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é uma sociedade privada, como se fosse um clube. Muitos Cirurgiões Plásticos não fazem parte da SBCP seja por divergências políticas com a direção, seja por não pagar a anuidade, ou por razões particulares. Para se saber se o médico é cirurgião plástico ou cirurgião geral, deve-se acessar o site do CFM e pesquisar o nome ou CRM do médico.

    Como posso saber qual a especialidade do médico?

    • Acesse o site do Conselho Federal de Medicina;
    • Clique em “Busca de médico”;
    • A janela baixo vai abrir. Coloque o nome do médico (ou parte do nome) no local designado e clique em “buscar”;
    • O nome do médico e a designação “Ativo” vai aparecer:
    • Clique em cima do nome do médico e aparecerá a especialidade logo abaixo. Caso não apareça nenhuma especialidade, significa que o médico ou não é especialista, ou não tem a especialidade reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina.

    A anestesia geral é mais arriscada que a anestesia local?

    Acreditamos que a anestesia local seja muito mais segura que a anestesia geral ou peridural na lipoaspiração. Seja pelo fato do paciente não ser colocado no respirador, seja por minimizar os risco de trombose, embolia e perfuração abdominal. Veja detalhes na página SUA SEGURANÇA.

    Ouvi dizer que a anestesia local pode intoxicar, é verdade?

    Sim. Todo remédio pode intoxicar se for usado em doses mais elevadas que o recomendado. Da forma como fazemos, seguindo padrões internacionais de dose máxima por KG de peso, em mais de 1000 procedimentos de lipoaspiração com anestesia local, nunca tivemos nenhuma complicação séria ou intoxicação pelo anestésico local.

    Quanto posso tirar de gordura?

    A resolução 1711 do Conselho Federal de Medicina (CFM) limita a retirada de gordura em 7% do peso corporal. Na grande maioria dos pacientes, este limite é mais do que o suficiente para ficarem satisfeitos.

    Se eu fizer lipos parceladas (HLPA, lipo tumescente,etc) vou conseguir tirar mais gordura?

    Não. As lipos parceladas (hidrolipo, lipo tumescente, etc) retiram muito pouca quantidade de gordura por sessão. Em média é necessário 3 a 4 sessões para se conseguir retirar a mesma quantidade de gordura que se tiraria numa sessão de lipo tradicional (com anestesia geral ou peridural). Além disso, acreditamos que o acabamento fica prejudicado – por exemplo, se for feito 1º a parte inferior do abdômen e em outra sessão a parte superior do abdômen, ou os flancos, a transição entre uma área e outra fica comprometida.

    No Centro da Lipo com Anestesia Local retiramos a mesma quantidade de gordura que se tiraria numa lipo tradicional (com anestesia geral ou peridural), sendo que usamos a anestesia local.

    CONTATO